11 4127-5177

Notícias

Falta de ar durante ou após exercício? Saiba o que pode ser

POR: NIVIA DE OLIVEIRA JUNQUEIRA
 

Muitas pessoas sentem falta de ar durante ou após exercícios físicos e isso precisa ser averiguado, pois diversos problemas pulmonares podem se apresentar sob a forma de falta de ar, uma delas é o broncoesmasmo induzido pelo exercício (BIE). É bom entender a diferença entre asma e broncoespasmo induzido pele, pois muitas pessoas pensam que apenas por sentir falta de ar tem asma, mas não é bem assim. Entenda os sintomas do BIE:

                                                          Estima-se que 12 a 15% da população geral é afetada por BIE






SINTOMAS

Os sintomas de BIE são falta de ar, aperto no peito, tosse, chiado ou fôlego curto por um longo período após o exercício. Eles aparecem geralmente 5 a 8 min depois de um exercício vigoroso, porém, em alguns casos podem surgir de 4 a 12 horas após o episódio inicial. Os sintomas podem desaparecer espontaneamente dentro de 30 a 60 minutos ou nos casos que eles aparecem tardiamente pode ser necessária a inalação de broncodilatadores.


PROBLEMA QUE AFETA MUITAS PESSOAS

Estima-se que 12 a 15% da população geral é afetada por BIE, sendo que 40% das crianças com rinite alérgica, mas que não apresentam asma clínica, tem BIE. A prevalência de BIE é maior em indivíduos asmáticos e se não tratado pode limitar a performance, principalmente de atletas e comprometer a vida normal. Mas com um tratamento e uma boa abordagem médica é possível competir e seguir as atividades físicas normalmente. Alguns estudos demonstraram atletas dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Dos 597 participantes 67 apresentaram asma ou BIE, porém conseguiram competir e ainda obtiveram medalhas, inclusive de ouro.


O QUE ACONTECE…?

Na asma, há uma quantidade significativa de inflamação nas vias respiratórias e uma constrição dos músculos lisos. Já o BIE é resultado quase exclusivo de contração dos músculos lisos e depende da intensidade (exercícios mais vigorosos aumentam a severidade de uma crise de BIE) e duração do exercício físico realizado (exercícios longos de moderada intensidade também podem provocar episódios de BIE) e pelos contaminantes presentes no ar, bem como sua temperatura e umidade. Dessa forma, alguns fatores que são responsáveis em aumentar a severidade do BIE são: ambiente frio e seco, infecções virais e exposição a ácaros, poeira e outros agentes alérgenos.


VOCÊ NÃO DEVE PARAR SEUS EXERCÍCIOS, PELO CONTRÁRIO

Com tratamento é possível se exercitar normalmente, mas quem não se trata, geralmente, limita as suas atividades desnecessariamente. Não é preciso e nem recomendável que asmáticos ou pessoas que sofrem episódios de BIE parem de realizar exercícios físicos, pelo contrário, os benefícios da atividade física são inúmeros, inclusive nesses casos.

Alguns cuidados devem ser tomados caso aconteça uma crise de BIE:

- diminuir a intensidade e ritmo de exercício;
- estimular a inspiração nasal e a expiração pela boca (respiração diafragmática);
- utilizar a bombinha broncodilatadora.

Após diagnóstico médico o educador físico poderá propor as melhores atividades físicas, adequando intensidade e duração de forma correta. Portanto, se sentir esses sintomas e, principalmente, se tem um prévio histórico de asma ou alergias, procure um médico para o real diagnóstico e tratamento.






Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO – Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado
http://www.portaleducacao.com.br/educacao-fisica/artigos/49955/falta-de-ar-durante-ou-apos-exercicio-saiba-o-que-pode-ser#ixzz2fS0Jzhmn

Newsletter

Receba novidades e promoções por e-mail